Início >> Notícia >> Categoria >> Economia >> Voce-pode-perder-ate-R-954-se-nao-sacar-o-PIS-de-2016-em-1-semana

Você pode perder até R$ 954 se não sacar o PIS de 2016 em 1 semana
Cerca de 2 milhões de pessoas ainda não sacaram. Se elas perderem o prazo, perdem também o dinheiro, que vai para o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador)

23/06/2018 às 04:54 23/06/2018 às 04:54

230

Publicada por: Francisco Silva

Acaba em uma semana o prazo para sacar até R$ 954 de abono do PIS/Pasep de 2016. Os saques serão encerrados no dia 29 deste mês (a próxima sexta-feira). Tem direito quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2016, entre outras situações (veja a lista completa mais abaixo). Se perder o prazo, perde o dinheiro.

Esse pagamento não tem nada a ver com a liberação extraordinária de saque do fundo PIS/Pasep anunciada na semana passada. A liberação extra é para quem trabalhou entre 1971 e 1988 e tinha dinheiro depositado no fundo. 

No caso do abono com prazo até o dia 29, o pagamento é anual. Segundo os dados mais recentes divulgados pelo Ministério do Trabalho, no final de maio, já haviam sido pagos R$ 16,38 bilhões a 22,14 milhões de trabalhadores, o que representa 90,29% do total. 

    Cerca de 2 milhões de pessoas ainda não sacaram. Se elas perderem o prazo, perdem também o dinheiro, que vai para o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), de acordo com o ministério. Porém, já houve casos de trabalhadores que conseguiram na Justiça o direito de sacar os valores mesmo após o fim do prazo. 

    O abono salarial do PIS/Pasep para quem trabalhou em 2016 começou a ser pago em julho do ano passado, e o último lote foi liberado em março. Os recursos ficarão disponíveis para todos até 29 de junho. O valor varia de R$ 80 a R$ 954, de acordo com o tempo de trabalho em 2016.

    Quem trabalhou em 2017 começará a receber depois, mas ainda não há um calendário oficial.

      Veja quem tem direito ao abono:

      • quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2016;
      • ganhou, no máximo, dois salários mínimos, em média, por mês;
      • está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
      • é preciso que a empresa onde trabalhava tenha informado seus dados corretamente ao governo.

      Como saber se você tem direito?

      Para saber se tem direito ao abono salarial, é possível fazer a consulta das seguintes maneiras:

      PIS (trabalhador de empresa privada)

      • no Aplicativo Caixa Trabalhador;
      • no site da caixa (www.caixa.gov.br/PIS, escolhendo as abas "Você", "Serviços Sociais", "PIS" e "Consulta o Pagamento";
      • pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207;
      • pelo telefone 158 da central de atendimento do Ministério do Trabalho;
      • nos postos da Superintendência Regional do Trabalho, antiga DRT.

      Pasep (servidor público)

      • pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas); 0800 729 0001 (demais cidades) e 0800 729 0088 (deficientes auditivos);
      • pelo telefone 158 da central de atendimento do Ministério do Trabalho;
      • nos postos da Superintendência Regional do Trabalho, antiga DRT.

      Quanto é pago?

      O valor pago é de até um salário mínimo (atualmente R$ 954) e varia de acordo com o tempo que a pessoa trabalhou. Se ela trabalhou o ano todo, recebe um salário mínimo. Se trabalhou um mês, ganha proporcionalmente: 1/12 do mínimo.

      Segundo o Ministério do Trabalho, os valores são arredondados para cima. Quem trabalhou por um mês, por exemplo, teria direito a R$ 79,50 de abono. Com o arredondamento, o trabalhador recebe R$ 80.


      Onde é feito o saque?

      • Funcionários de empresa privada, com Cartão Cidadão e senha cadastrada: o saque pode ser feito em caixas eletrônicos da Caixa e lotéricas
      • Não tem o Cartão Cidadão? O saque é feito em uma agência da Caixa, com documento de identificação
      • É correntista individual da Caixa? O abono será depositado diretamente na conta, caso haja saldo acima de R$ 1 e movimentação
      • É servidor público? O saque é feito no Banco do Brasil. Correntistas do banco recebem o dinheiro diretamente na conta. Mais informações sobre o Pasep podem ser obtidas pelo telefone do BB: 0800 729 0001

      Abono salarial de 2015

      O prazo para sacar o abono salarial de quem trabalhou no ano de 2015 foi encerrado em 28 de dezembro do ano passado. Segundo o Ministério do Trabalho, 22,9 milhões de pessoas sacaram o dinheiro, o que representa 94,36% do total de trabalhadores com direito ao benefício no país.

      Publicado por: Francisco Silva

      Proprietário da web Rádio Amazônia Central, Acadêmico em sistemas de informação 8º período (1/2018) e Editor de imagens. WhatsApp (69) 9 9283-9969
      VEJA TAMBÉM
      Geral

      Modernização e inovações tecnológicas marcam nova fase do Ipem em Rondônia

      O Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) de Rondônia é um aliado da sociedade e passa por uma nova fase.
      Data 09/02/2018 às 02:49
      Ciência e tecnologia

      Novas hidrelétricas na Amazônia seriam ‘maciçamente’ destrutivas (estudo)

      A construção proposta de 428 hidrelétricas na bacia amazônica do Brasil devastaria o meio ambiente e poderia até prejudicar o clima regional
      Data 15/06/2017 às 14:11
      Música

      Ecad divulga lista das músicas mais tocadas em 2016

      Foram consideradas as canções executadas entre janeiro e a primeira quinzena de dezembro
      Data 30/12/2016 às 04:18
      Geral

      Por ipê, madeireiros abrem mais de 200 km de estradas na Amazônia

      O custo estimado é de R$ 1,4 milhão –cada quilômetro de terra construído na região sai em torno de R$ 7 mil.
      Data 02/01/2018 às 19:54
      Geral

      Censurados, Folha e O Globo apagam notícias sobre Marcela Temer

      Segundo a decisão liminar, os jornais estão proibidos “de dar publicidade a qualquer um dos dados e informações obtidas do celular sobre Primeira-Dama Marcela”
      Data 14/02/2017 às 14:49
      Economia

      Contas inativas do FGTS antes de 1990 perdidas? Veja como encontrá las

      Antes desse ano, todo depósito do Fundo de Garantia era feito nas contas dos trabalhadores que possuíam contas nas 76 instituições financeiras
      Data 05/08/2018 às 01:39
      Educação

      Desgaste e desvalorização em sala afastam novos professores

      Percentual de alunos que esperam seguir a profissão no Brasil é de apenas 2,4%, aponta estudo
      Data 30/07/2018 às 17:54
      Esporte

      Novo manto (não) tão sagrado do Genus: os prós e os contras

      Torcida não aprovou
      Data 01/01/2018 às 04:31