Início >> Notícia >> Categoria >> Geral >> Operacao-policial-combate-extracao-ilegal-de-madeira-na-regiao-Norte

Operação policial combate extração ilegal de madeira na região Norte
A operação é realizada na Ponta do Abunã, em Rondônia, na divisa com o Acre e o Amazonas.

17/05/2018 às 23:20 17/05/2018 às 23:22

531

Publicada por: Amazônia Central
Fonte: Globo Rural

Uma operação policial para reprimir a extração ilegal de madeira está ocorrendo em uma região de Rondônia conhecida como Ponta do Abunã, perto da divisa com Acre e Amazonas. Duzentos funcionários do Ibama, Exército e da Polícia Militar dos três estados fazem a maior operação na região desde 2008.

Em 15 dias, foram identificados 900 hectares de derrubada ilegal. Nos últimos dois anos, segundo o Ibama, o desmatamento na área atingiu mais de 50 mil hectares de floresta. Só no primeiro dia de operação, sete grandes madeireiras foram lacradas. No pátio de uma delas estavam quatro mil metros cúbicos de toras e madeira já serrada.

Até o fim da operação, 116 madeireiras vão ser fechadas na região. Todas são suspeitas de extração ilegal de madeira e fraude no sistema DOF, o documento de origem florestal.

No distrito de Vista Alegre do Abunã, próximo a Porto Velho, surgiram madeireiras e serrarias em cada esquina. Muitas, na verdade, nem existem oficialmente.

Em um terreno vazio, por exemplo, deveria funcionar uma empresa que movimentou nos últimos dois anos mais de 17 mil metros cúbicos de madeira. “Esse tipo de empresa fantasma serve única e exclusivamente para compra e venda de documentos de origem florestais virtuais, que tem como objetivo fazer o esquentamento de madeiras ilegais”, explica o analista ambiental Luciano de Souza Arruda.

A grilagem de terra é um dos maiores problemas. As investigações apontam que uma única pessoa teria conseguido títulos falsos de terras que somam 170 mil hectares em áreas de propriedades privadas, da União e até indígenas.

O coordenador da operação, Auro Neubauer, diz que a falta de estrutura do Ibama na região é outra dificuldade no combate ao desmatamento na Amazônia: “Eles sabem que o órgão tem pouca capacidade funcional. Sabendo de toda a dificuldades de acesso que a gente tem, a cada ano que passa, aumenta o desmatamento. Infelizmente, a cada ano que passa, o Ibama está reduzindo a sua estrutura de pessoal”.

O Ibama informou por nota que já pediu o preenchimento de mais de 1,6 mil vagas no país, mas não teve resposta do Ministério do Planejamento.

Publicado por: Amazônia Central

Web rádio da amazônia levando o melhor som em qualquer lugar. Baixe o app em https://play.google.com/store/apps/details?id=com.shoutcast.stm.radioamazoniacentral&hl=pt_BR
VEJA TAMBÉM
Geral

Latam anuncia 5 voos diretos de Porto Velho para São Paulo

Mudança está sendo feita para ligar os aeroportos com os 'hubs' da empresa. Confira tabela com os horários de voos.
Data 19/12/2017 às 20:47
Geral

Servidor federal poderá ser remanejado mesmo sem aval do órgão de origem

Planejamento terá carta branca; medida pode afetar 1,2 milhão de funcionários
Data 06/07/2018 às 09:17
Concurso e Emprego

Concurso TRF1 está com inscrições abertas

As inscrições de 13 de setembro a 3 de outubro de 2017
Data 12/09/2017 às 21:58
Concurso e Emprego

Concurso SEFIN RO 2017/2018

Ofertadas 62 vagas para os cargos de Auditor Fiscal de Tributos Estaduais, Técnico Tributário e Contador. Remuneração total inicial de até R$ 17.385,22.
Data 28/11/2017 às 09:20
Esporte

Ingressos para seletiva feminina

Preços populares
Data 25/08/2017 às 02:51
Esporte

Pinheiros(SP) x São Caetano(SP): Vôlei Feminino reabrem o Cláudio Coutinho

A volta do Ginásio Cláudio Coutinho
Data 19/06/2017 às 03:22
Esporte

Ginástica Rítmica: Estrelas de Rondônia e Colégio Dom Pedro I, com balanço positivo 2018

Duda Tavares e Bruna Sheneider, as estrelas!!!
Data 19/11/2018 às 01:38
Música

Forró e música eletrônica animam público no "Capital da Fé"

A atração mais esperada foi Damares, que cantou sucessos como 'Sabor de mel' e 'Maior troféu'. Sandro Nazireu também colocou muita gente para dançar.
Data 12/02/2018 às 17:34