Início >> Notícia >> Categoria >> Geral >> No-de-mortos-apos-terremoto-em-Taiwan-sobe-para-7-dezenas-estao-desaparecidos

Nº de mortos após terremoto em Taiwan sobe para 7; dezenas estão desaparecidos
Terremoto de magnitude 6,4 atingiu a ilha na noite de terça-feira. População passou a noite acordada com medo de réplicas.

07/02/2018 às 18:19 07/02/2018 às 18:20

434

Publicada por: Francisco Silva
Fonte: G1

As autoridades informaram nesta quarta-feira (7) que subiu para sete o número de mortos no terremoto de magnitude 6,4 que atingiu Taiwanna noite de terça-feira (no horário local). Equipes de resgate trabalham para localizar ao menos 60 desaparecidos.

Por enquanto, as equipes de emergência resgataram mais de 240 pessoas que estavam presas nos edifícios mais danificados da cidade de Hua-lien, entre eles, Yunmencuidi e o Hotel Tongshuai (Marshall). Foram mobilizados nas buscas 750 bombeiros e 600 militares.

O prefeito de Hualien, Fu Kun-chi, disse que a quantidade de pessoas desaparecidas é próxima de 60, mas um número exato não foi divulgado. Inicialmente, estimava-se que até 150 pessoas poderiam estar desaparecidas, segundo a Reuters.

Número de mortos em terremoto em Taiwan sobe para sete

Número de mortos em terremoto em Taiwan sobe para sete

As áreas mais afetadas estão perto da cidade de Hua-lien, mas o forte tremor foi sentido em toda a ilha e provocou pânico entre a população, que passou a noite acordada com medo de réplicas de maior magnitude.

Nesta quarta-feira (8), um novo tremor foi sentido na localiade. De acordo com o Serviço Geológico dos EUA, o novo sismo ocorreu a 21 km a nordeste de Hua-lien, a uma profundidade de 11 quikômetros de teve magnitude de 5.7.

Nesta madrugada, Chen Ming-hui, de 50 anos, que trabalha no hotel Tongshuai, foi resgatado após conseguir entrar em contato através de um telefone celular com as equipes de resgate e informar seu paradeiro. "Estava pronto para sair do meu trabalho quando começou o terremoto", contou. Um segundo funcionário do estabelecimento também conseguiu se comunicar com os socorristas.

Equipes de emergência bloqueiam rua onde um edifício pode ruir a qualquer momento em Hualien, no leste de Taiwan (Foto: Paul Yang / AFP Photo)

Equipes de emergência bloqueiam rua onde um edifício pode ruir a qualquer momento em Hualien, no leste de Taiwan (Foto: Paul Yang / AFP Photo)

O Centro de Resposta a Emergências de Taiwan informou que as 145 pessoas desaparecidas, a maioria delas está no edifício residencial e comercial de Yunmencuidi.

Cerca de 830 pessoas tiveram que abandonar suas casas por conta do tremor e 643 delas estão em abrigos provisórios.

Cão é resgatado de um prédio danificado em Hualien (Foto: Tyrone Siu / Reuters)

Cão é resgatado de um prédio danificado em Hualien (Foto: Tyrone Siu / Reuters)

 

Tremor

 

O terremoto ocorreu às 23h50 (horário local, 13h50 de terça, 6, em Brasília) e teve o seu epicentro a 18,3 km da cidade de Hua-lien, que fica perto da tradicional destinação turística de Taroko Gorge. O tremor teve várias réplicas.

De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que monitora esse tipo de atividade, o tremor foi registrado a 9 km da superfície. De acordo com a CNN, quatro edifícios ficaram inclinados ou desmoronaram.

O forte tremor atingiu dois hospitais e o Hotel Meilun, causou rachaduras em centenas de edifícios e danificou diversas infraestruturas da ilha.

Equipes de socorristas em um hotel de Hualien (Foto: Tyrone Siu / Reuters)

Equipes de socorristas em um hotel de Hualien (Foto: Tyrone Siu / Reuters)

Horas após o forte tremor, Taiwan tenta voltar pouco a pouco à normalidade e trabalha para reparar infraestruturas e também restaurar os serviços e comunicações.

Ainda há partes da ferrovia sem serviço, oito áreas com encanamentos subterrâneos de gás quebrados e milhares de lares sem fornecimento de água.

A presidente Tsai Ing-wen visitou os hospitais onde estão os feridos e os pontos onde estão trabalhando as equipes de emergência, e avisou em que "seguirão trabalhando para que não deixem de resgatar nenhuma pessoa".

 (Foto: Editoria de Arte / G1)

(Foto: Editoria de Arte / G1)

 

Ciclo Sísmico

 

Nos últimos três dias se registraram mais de 20 tremores diários e o sismólogo Lee Chyi-tyi, da Universidade Central, assegurou na segunda (5) que a ilha entrou em um ciclo sísmico de 100 anos.

No século 20 ocorreram dois terremotos em Taiwan de 8 graus de magnitude, um em 1910 em frente à costa de Yilan, e o outro em 1920 no litoral de Hua-lien, os dois ao leste da ilha.

Alguns sismólogos em Taiwan consideram provável que ocorram terremotos de magnitude 8 ao redor da Fossa Ryukyu, que se encontra de 500 a 600 quilômetros de Hua-lien, dentro dos próximos 10 anos.

Publicado por: Francisco Silva

Proprietário da web Rádio Amazônia Central, Acadêmico em sistemas de informação 8º período (1/2018) e Editor de imagens. WhatsApp (69) 9 9283-9969. CV: http://lattes.cnpq.br/4738070963523179
VEJA TAMBÉM
Geral

Olivia Lua é a quinta estrela porno a morrer em menos de três meses

Jovem tinha 23 anos e perdeu a vida enquanto estava em reabilitação.
Data 21/01/2018 às 22:12
Mundo

Carro autônomo da Uber nos EUA causa primeira morte por atropelamento

Empresa suspendeu testes com veículos sem motorista nos Estados Unidos e no Canadá
Data 20/03/2018 às 07:39
Geral

Forte terremoto atinge a Cidade do México no aniversário do tremor de 1985

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram que prédios desabaram e carros foram esmagados pelos escombros.
Data 19/09/2017 às 21:46
Música

Jerry Adriani morre aos 70 anos no Rio

Ídolo da Jovem Guarda, cantor estava internado no Rio
Data 24/04/2017 às 22:39
Geral

Loalwa Braz, do grupo Kaoma, é encontrada morta dentro de carro incendiado

Loalwa tinha acabado de se curar de um câncer no ovário
Data 20/01/2017 às 21:11
Geral

Maranhão registra terremoto de magnitude 4,7 na escala Richter

O epicentro ocorreu em Belágua-MA cerca de 100 km de São Luís
Data 04/01/2017 às 17:11
Música

Morre Allan Williams, o primeiro empresário dos Beatles

Williams trabalhou com o famoso quarteto de 1960 a 1961
Data 31/12/2016 às 14:47