Início >> Notícia >> Categoria >> Geral >> Governo-de-Rondonia-e-prefeituras-nao-terao-feriadao

Governo de Rondônia e prefeituras não terão feriadão

Imagem não disponível

Justiça Federal vai parar também na sexta-feira

294

Francisco Silva 01/11/2017 às 20:00 01/11/2017 às 20:00

Os órgãos do Governo do Estado vão funcionar normalmente após o feriado de Finados, na quinta-feira. A informação foi confirmada pelo secretário-chefe da Casa Civil, Emerson Castro. Por outro lado, a Prefeitura de Porto Velho também anunciou que não haverá ponto facultativo. As medidas devem ser seguidas pelas prefeituras de Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena.
O Tribunal de Justiça vai fechar apenas no Feriado. O Ministério Público do Estado segue as mesmas regras, assim como o TRT 14. Já a Justiça Federal em Rondônia vai fechar ainda em homenagem ao servidor público, segundo portaria do Tribunal Regional Federal. Veja o funcionamento do comércio e outros órgãos

Segurança

A Polícia Militar (PM) mantém o efetivo rotineiro para garantir a segurança nas áreas comerciais e residenciais, mas a operação Lei Seca será intensificada em todo o estado. 

Polícia Rodoviária Federal (PRF) também irá manter as fiscalizações nas rodovias federais, com patrulhamento, radares e, possíveis, blitze nas unidades operacionais.

Saúde

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) irão manter o plantão 24 horas durante o feriado. Assim como a Policlínica Ana Adelaide e o Pronto-Socorro João Paulo II.

Bancos

Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), não haverá atendimento nas agências bancárias no feriado. Com isso, os clientes devem usar outros canais alternativos, como caixas eletrônicos, internet banking e aplicativos para dispositivos móveis. As agências voltam a funcionar na sexta-feira, das 8 às 13 horas, por conta do horário de verão. 

Casas Lotéricas

As casas lotéricas funcionam nesta quarta-feira (1º) até 17h30min horas e reabrem na sexta-feira e sábado, a partir das 7h30. 

Supermercados

De acordo com o Sindicato dos Empregados no Comercio (Sindecom) fica a critério dos empresários abrirem ou não, o estabelecimento. Hora extra 100% é obrigatório para quem trabalhar.

Centros comerciais

Já os principais centros comerciais de Porto Velho, 7 de Setembro, José Amador do Reis e Jatuarana, a decisão para funcionamento fica a critério dos empresários. Hora extra 100% é obrigatório para quem trabalhar. 

Shopping

Nesta quinta-feira (2), a praça de alimentação abrirá a partir das 12 horas e fecha às 22 horas. As lojas e quiosques abrirão a partir das 14 horas fecha 20 horas.

Transporte Público

O transporte público funciona nesta quinta-feira com redução da frota, conforme já é previsto em contrato para feriados e finais de semana.

imagem

Francisco Silva

Proprietário da web Rádio Amazônia Central, Acadêmico em sistemas de informação 8º período (1/2018) e Editor de imagens. WhatsApp (69) 9 9283-9969
VEJA TAMBÉM
Ciência e tecnologia

A profecia de Nibiru, o suposto planeta que levaria ao fim do mundo no dia 23

Profecia do apocalipse combina astronomia, pesquisa científica e passagens bíblicas para sustentar prognóstico.
Data 23/09/2017 às 07:38
Geral

Café de Rondônia fica no top 3 entre os melhores do Brasil

Premiação foi realizada durante a Semana Internacional do Café em Belho Horizonte.
Data 31/10/2017 às 22:44
Geral

Show de Naiara Azevedo é confirmado na festa de Réveillon em Porto Velho

O cachê da cantora é R$ 200 mil, a prefeitura investe apenas R$ 2 mil
Data 13/12/2017 às 09:50
Música

Sandy lança EP e clipe da música 'Respirar'

Canção fala de otimismo, coragem e superação.
Data 07/05/2017 às 23:45
Geral

Porto Público de Porto Velho comemora resultados de 2017

Até o fechamento do relatório de movimentação de cargas, realizado em dezembro, a previsão da 2,4 milhões de toneladas exportada/importada
Data 22/12/2017 às 21:08
Geral

Asteroide destruirá a Terra nesta quinta? Não é bem assim

Em 2017 65 asteroides passarão perto da Terra, dois de 19m e 11m com 1/3 distância entre a terra e a lua
Data 15/02/2017 às 20:40
Geral

Redução da TSU custa 40 milhões de euros

Vieira da Silva afirmou que redução "é transitória" e "já aconteceu noutras alturas"
Data 23/12/2016 às 03:30