Início >> Notícia >> Categoria >> Geral >> Empresa-de-insumos-para-hemodialise-adesiva-caminhao-e-contrata-escolta

Empresa de insumos para hemodiálise adesiva caminhão e contrata escolta
Material usado no tratamento já é racionado em unidades do estado do Rio e pode terminar neste sábado. Em todo o país, 120 mil pessoas dependem da terapia para viver

26/05/2018 às 02:00 26/05/2018 às 02:00

240

Publicada por: Amazônia Central
Fonte: O Globo

A empresa Fresenius Medical Care, que tem 28 clínicas de hemodiálise no Brasil, sendo 13 no estado do Rio, e também produz insumos para a terapia que abastecem 450 unidades em todo o país, decidiu adesivar os caminhões para destacar a importância da carga e contratar escolta armada para tentar transportar o material de Jaguariúna, no interior de São Paulo, para o Rio de Janeiro e Belo Horizonte, dois estados em condições mais críticas de abastecimento, em função dos bloqueios nas estradas.

- Os estoques de insumos para hemodiálise estão no fim. Estamos remanejando de uma clínica para outra. Mas, por exemplo, na clínica de Botafogo, o material só vai dar até amanhã (sábado). Já começamos a racionar os insumos para conseguirmos chegar na segunda-feira. Estamos analisando paciente por paciente e reduzindo o tempo da hemodiálise de quatro para três horas. Não é o melhor, mas mantém o paciente vivo - relata a nefrologista Ana Beatriz Barra, gerente médica da Fresenius.

A médica explica que os pacientes precisam realizar a hemodiálise para viver, pois o tratamento substituiu a função do rim em pacientes com doenças crônicas no órgão.

- Passei o dia vendo pacientes preocupados, com lágrimas nos olhos, porque sabem que precisam desse tratamento para viver e sabem como se sentem quando estão por fazer a diálise. O tratamento já é muito difícil e você não ter para onde ir, não ter o que fazer é muito triste. O movimento de greve dos caminhoneiros não pode tratar todas as cargas da mesma maneira. Já solicitamos atenção a esse problema, mas não fomos atendidos - conta Ana Beatriz, que também já recorreu à Polícia Federal e à Polícia Rodoviária Federal. - Eles responderam que não têm condições de nos atender.

Segundo a médica, a Fresenius atende 67 mil dos 120 mil pacientes em hemodiálise no país.

Estoque de insumos para a realização da hemodiálise estão no fim - Felipe Hanower/01.05.2010


Presidente da Associação dos Renais e Transplantados do Estado do Rio de Janeiro (Adreterj), Gilson Nascimento defende que o movimento de greve dos caminhoneiros abra brechas para carregamentos de medicamentos e insumos de saúde:

- As pessoas vão morrer. As clínicas de hemodiálise menores estão pegando insumos emprestados com as maiores, que têm mais espaço para armazenar o material, que é volumoso. Mas isso não é solução, até porque mesmo as clínicas maiores já estão ficando sem estoque.

A Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) divulgou nota pedindo às lideranças do movimento grevista dos caminheiros que cargas de gases medicinais (como oxigênio, por exemplo), medicamentos e outros insumos essenciais sejam liberadas do embargo estabelecido. Segundo a entidade, os hospitais associados e parceiros comerciais “começam a detectar uma queda substancial dos estoques e uma iminente falta de insumos nas instituições de saúde, que pode ameaçar o bem-estar e a vida dos pacientes atendidos”.

“Reconhecemos o direito de greve garantido pela Constituição Federal, porém entendemos que o direito a saúde e a vida, assim como o dever das instituições hospitalares de prestarem atendimento deve prevalecer”, afirmou a Anahp, em nota.

Publicado por: Amazônia Central

Web rádio da amazônia levando o melhor som em qualquer lugar. Baixe o app em https://play.google.com/store/apps/details?id=com.shoutcast.stm.radioamazoniacentral&hl=pt_BR
VEJA TAMBÉM
Economia

Preço do diesel e do frete são bombas relógio para o governo desarmar

Subsídio ao combustível termina em 31 de dezembro. Enquanto isso, ANTT passa a aplicar multa a empresas que descumprirem o pagamento do piso para o valor do carreto
Data 13/11/2018 às 14:58
Ciência e tecnologia

Siamesas unidas pela cabeça 'respondem bem' após cirurgia de oito horas em São Paulo

Procedimento cirúrgico foi minuciosamente planejado, informou Hospital das Clínicas (HC) de Ribeirão Preto (SP). Irmãs passaram pela segunda de quatro intervenções previstas até o fim do ano.
Data 20/05/2018 às 21:11
Geral

TSE disciplina direito de resposta e proíbe bitcoins na eleição de 2018

Se o veículo de comunicação ignorar a medida, eventuais intimações e citações serão considerados como válidos
Data 18/12/2017 às 16:37
Geral

Caminhão com 9 toras de madeira é apreendido em madeireira de Rondônia

Flagrante ocorreu no distrito de Jaci-Paraná pela Polícia Ambiental. Suspeitos foram autuados por crimes ambientais, segundo polícia.
Data 17/05/2018 às 23:30
Geral

Mulher morre após ser esmagada por caminhão em estrada do Acre

Vítima estava na cabine do caminhão quando a porta abriu e ela caiu na estrada, segundo delegado da cidade. Caso ocorreu nesta sexta-feira (25), em Acrelândia.
Data 26/05/2018 às 01:51
Geral

Caminhoneiro morre após ser atingido por pedrada na cabeça na BR 364

Vítima passava por um ponto de manifestação, quando foi atingida na cabeça por pedrada. PM está no local acompanhando a situação.
Data 30/05/2018 às 16:26