Início >> Notícia >> Categoria >> Geral >> Carnaval-23-pessoas-sao-presas-por-embriaguez-em-Porto-Velho

Carnaval: 23 pessoas são presas por embriaguez em Porto Velho
Foram realizadas duas blitzes nas Avenidas Campo Sales e Sete de Setembro. Em um dos casos, teste do bafômetro teve como resultado 0,91 mg/l.

03/02/2018 às 18:26 03/02/2018 às 18:26

101

Publicada por: Francisco Silva
Fonte: G1 Rondônia

Na última sexta-feira (2), o primeiro bloco de rua iniciou o desfile pelas avenidas de Porto Velho, e na na madrugada deste sábado (3), foram presos 23 condutores por embriaguez ao volante nas blitzes da Operação Lei Seca, realizadas nas Avenidas Campo Sales e Sete de Setembro em Porto Velho.

Em um dos casos um motociclista de 32 anos foi abordado pelos policiais que solicitaram o documento da motocicleta e de porte obrigatório. O homem disse aos militares que não tinha Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O piloto foi convidado a realizar o teste do bafômetro, que teve como resultado 0,50 miligramas de álcool por ar expelido pelos pulmões (mg/l). Ele recebeu voz de prisão por embriaguez e foi levado para a Central de Flagrantes. O veículo foi removido ao pátio do Detran-RO.

Um motorista de 33 anos que estava de carro quando foi parado na blitz e detido por embriaguez. O condutor foi convidado a realizar o teste do bafômetro que teve como resultado 0,91 mg/l. A polícia deu voz de prisão ao homem por embriaguez.

Os militares constataram ainda que o carro do homem estava com o licenciamento do veículo atrasado, por isso ele foi levado ao pátio do Detran-RO. Os outros 21 condutores presos por embriaguez foram levados para a Central de Flagrantes da cidade.

As blitzes foram realizadas pela Companhia Independente de Trânsito (CiaTran) da Polícia Militar (PM) e o Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran-RO).

 

Lei Seca

 

É considerado crime quando o motorista é flagrado conduzindo veículos com índice de álcool no sangue superior a 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões ou 6 decigramas por litro de sangue.

A pena de detenção pode variar de seis meses a três anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação. O Código de Trânsito Brasileiro estabelece multa de R$ 2.934,70, além de sete pontos na carteira. Os condutores também têm a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) apreendida. Se o motorista tiver cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores, o valor da multa é dobrado.

Publicado por: Francisco Silva

Proprietário da web Rádio Amazônia Central, Acadêmico em sistemas de informação 8º período (1/2018) e Editor de imagens. WhatsApp (69) 9 9283-9969
VEJA TAMBÉM
Geral

Censurados, Folha e O Globo apagam notícias sobre Marcela Temer

Segundo a decisão liminar, os jornais estão proibidos “de dar publicidade a qualquer um dos dados e informações obtidas do celular sobre Primeira-Dama Marcela”
Data 14/02/2017 às 14:49
Comunidade

Comemoração de Corpus Christi tem tapetes coloridos pelo Brasil

Com origem no século 13, festa católica ocorre cerca de 60 dias depois da Páscoa e celebra o mistério da transmutação do corpo e do sangue de Jesus em pão e vinho.
Data 15/06/2017 às 14:05
Geral

Artistas pedem ao Congresso a anulação de decreto sobre Amazônia

Artistas entregam abaixo-assinado com 1,5 milhão de assinaturas contra a extinção de reserva de cobre
Data 12/09/2017 às 22:03
Música

Cantora Liège lança videoclipe da música “Cabelo”

O clipe da música que faz parte do EP “Filha de Gal”
Data 04/02/2018 às 02:12
Geral

Dia do Trabalhador é marcado por shows e manifestações pelo Brasil

SP tem shows de Zezé Di Camargo e Luciano, Bruno e Marrone e MC Guimê. Veja como foram as comemorações do 1º de Maio em 12 estados.
Data 01/05/2017 às 20:42
Geral

Fronteira fechada deixa brasileiras sem poder sair da Venezuela

Brasileiras de Roraima e do Amazonas estão há dez dias na Venezuela. Itamaraty diz que é feito articulação para brasileiros retornarem ao Brasil.
Data 18/12/2016 às 05:05
Geral

Adolescente de Camarões vence competição da Google

superou um bloqueio à internet imposto pelo governo, conflitos étnicos no país e o ceticismo do próprio pai.
Data 15/02/2017 às 23:21