Início >> Notícia >> Categoria >> Música >> Apos-comprar-Shazam-Apple-envia-alerta-para-usuarios-do-app-de-musica

Após comprar Shazam, Apple envia alerta para usuários do app de música
Usuários devem decidir se aceitam continuar registrados no serviço após aquisição

25/10/2018 às 19:25 25/10/2018 às 19:25

173

Publicada por: Francisco Silva
Fonte: Taysa Coelho - TechTudo

A Apple começou a enviar uma mensagem aos usuários do Shazam, nesta quinta-feira (25), a fim de avisá-los que, agora, o app de música pertence à fabricante do iPhone. A mensagem destaca que, com a aquisição, os dados da plataforma serão transferidos para os servidores da empresa da Maçã e passarão também a ser regidos por suas políticas de privacidade.

As pessoas têm a opção de concordar com os novos termos ou de acessar um site com mais detalhes sobre a situação. O alerta começou a ser feito exatamente um mês após a conclusão da compra do aplicativo pela Apple com o preço de US$ 400 milhões (aproximadamente R$ 1,5 bilhão em conversão direta).

Na página com informações adicionais, o usuário tem a opção de excluir a conta do serviço, se não estiver de acordo com a novidade. Caso opte por não continuar com o aplicativo, a companhia afirma que serão excluídos a conta e dados pessoais associados, como e-mail ou registros de ID do Facebook, bem como qualquer outra informação compartilhada por meio da rede social.

A empresa ressalta que, caso decida excluir a conta, o usuário continuará tendo acesso aos seus Shazams na aplicação, mas não conseguirá sincronizá-lo entre dispositivos. Além disso, eles serão perdidos caso o app seja deletado e reinstalado. A Apple deixa claro que algumas informações, entretanto, serão mantidas, independente da opção feita pela pessoa.

Shazam solta alerta para usuários após Apple comprar app de música — Foto: Reprodução/Anna Kellen

Shazam solta alerta para usuários após Apple comprar app de música — Foto: Reprodução/Anna Kellen


Aquisição do Shazam


O Shazam é um aplicativo disponível para celular com Android, iPhone (iOS) e macOS capaz de identificar músicas simplesmente ao “ouvi-las” no ambiente, ou até mesmo por meio de “lalalas” dos usuários. No final de setembro, a Apple concluiu o processo de compra iniciado em dezembro de 2017.

No mesmo dia, a companhia informou que iria liberar uma versão sem anúncios publicitários para todos os usuários, sem dar muitos detalhes sobre planos futuros. Atualmente, a aplicação conta com mais de 1 bilhão de downloads e tem cerca de 20 milhões de canções pesquisadas diariamente.

Publicado por: Francisco Silva

Proprietário da web Rádio Amazônia Central, Acadêmico em sistemas de informação 8º período (1/2018) e Editor de imagens. WhatsApp (69) 9 9283-9969. CV: http://lattes.cnpq.br/4738070963523179
VEJA TAMBÉM