Início >> Notícia >> Categoria >> Geral >> Abandono-de-area-da-Amazonia-pode-prejudicar-agropecuaria

Abandono de área da Amazônia pode prejudicar agropecuária
Território tem o tamanho de duas Alemanhas e ajuda a conter aquecimento global

23/04/2018 às 08:06 23/04/2018 às 08:06

330

Publicada por: Amazônia Central
Fonte: O Gloob

Uma área no interior da floresta amazônica de 70 milhões de hectares, o equivalente a duas Alemanhas, está abandonada pelas autoridades e tornou-se caminho livre para grileiros e desmatadores. Suas operações ameaçam o rendimento da agricultura brasileira e a estabilidade do clima global.

O alerta, publicado na edição deste mês da revista “Land Use Policy”, é assinado por cientistas da Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia e do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA) da Universidade Federal do Pará.

Vinte e cinco por cento do desmatamento registrado na região entre 2010 e 2015 ocorreu dentro dessa área pública desprotegida. Em números absolutos, foram liberadas para a atmosfera 200 milhões de toneladas de CO2. A devastação pode comprometer uma meta firmada pelo país: reduzir em 87% a emissão anual de gases de efeito estufa — que, em 2014, era de 1,38 bilhão de toneladas de CO2.

— A derrubada da floresta afeta a distribuição de chuvas e pode aumentar a temperatura na área ao redor em até 0,5 grau Celsius — diz Paulo Moutinho, coautor do levantamento. — Manter a floresta em pé impede o aquecimento global e preserva a irrigação da mata, imprescindível para a produção agrícola. Por isso, esse assunto deveria interessar até à bancada ruralista do Congresso.

'SEM CLIMA POLÍTICO'

Segundo o estudo, não há justificativa econômica para defender que essas florestas sejam convertidas em lavoura ou pasto, visto que aproximadamente 10 milhões de hectares já foram derrubados na região e estão sendo subutilizados. É terra suficiente para aumentar o crescimento da produção de commodities almejado pelo governo.

— Parte desse território deve permanecer como floresta e ser destinado a diferentes categorias de preservação, entre elas florestas nacionais, terras indígenas, reservas extrativistas e unidades de conservação — avalia Moutinho. — Atualmente não há clima político para ver novas terras destinadas à conservação. Na maioria das vezes, elas são incorporadas ao cultivo agrícola ou à pastagem.

Considerando a lentidão para que essas áreas sejam definitivamente recuperadas, Moutinho, coautor do estudo, sugere que o governo estabeleça, em uma primeira etapa, a decretação da limitação administrativa provisória (LAPs) para administração dessas localidades, antes que seja concluída a destinação para algum tipo de uso que mantém a floresta em pé. Enquanto isso, é possível conduzir estudos que determinem uma finalidade definitiva para as regiões.

Publicado por: Amazônia Central

Web rádio da amazônia levando o melhor som em qualquer lugar. Baixe o app em https://play.google.com/store/apps/details?id=com.shoutcast.stm.radioamazoniacentral&hl=pt_BR
VEJA TAMBÉM
Geral

Gustavo Lima revela nome do primeiro filho

Gusttavo Lima ‘dá spoiler’ de nome do primeiro filho
Data 13/03/2017 às 17:50
Geral

Maranhão registra terremoto de magnitude 4,7 na escala Richter

O epicentro ocorreu em Belágua-MA cerca de 100 km de São Luís
Data 04/01/2017 às 17:11
Esporte

Felipe Melo ganha música da torcida e agradece

'O bagulho é doido! Felipe Melo, pitbull, cachorro louco!', gritaram os torcedores do Palmeiras no jogo contra a Ponte Preta. Volante diz que está em casa no clube
Data 31/01/2017 às 17:26
Geral

Cadastramento registra 420 duplicidades em Rondônia

Segundo o responsável pela secretaria, uma única pessoa foi encontrada com 52 títulos de eleitor.
Data 11/10/2017 às 21:52
Geral

Coreia do Norte desafia Trump e prepara um novo teste nuclear

Imagens de satélite indicam, segundo analistas, que o regime está pronto para outra detonação
Data 14/04/2017 às 17:23
Comunidade

Terminal de ônibus será desativado a partir da próxima semana em Porto Velho

Desativação será a partir da próxima segunda-feira (12). Terminal será desativado por motivos de segurança estrutural e a inviabilidade técnica, segundo a Semtran.
Data 07/02/2018 às 18:27
Ciência e tecnologia

Operadora americana testa Internet de até 1 Gb/s por rede elétrica

Velocidade se equipara à Internet por fibra ótica. Entenda como funcionam os testes.
Data 18/12/2017 às 16:48
Ciência e tecnologia

Stations: novo app de streaming de música do Spotify foca na simplicidade

A experiência é aparentemente bem diferente da do Spotify padrão
Data 31/01/2018 às 16:23