Início >> Notícia >> Categoria >> Ciência e tecnologia >> A-profecia-de-Nibiru-o-suposto-planeta--que-levaria-ao-fim-do-mundo-no-dia-23

A profecia de Nibiru, o suposto planeta que levaria ao fim do mundo no dia 23
Profecia do apocalipse combina astronomia, pesquisa científica e passagens bíblicas para sustentar prognóstico.

23/09/2017 às 07:38 23/09/2017 às 07:38

692

Publicada por: Francisco Silva
Fonte: BBC

á existe uma nova data para o fim do mundo. A última teoria do apocalipse afirma que um corpo celeste desconhecido, chamado Nibiru ou Planeta X, vai colidir com a Terra em 23 de setembro de 2017.

A profecia sobre Nibiru e o fim do mundo circula na internet há mais de duas décadas e ganhou força nas últimas semanas. A teoria, que combina astronomia, pesquisa científica e passagens bíblicas, já foi descartada pela Nasa em diversas ocasiões.

Inicialmente, a profecia afirmava que a catástrofe ocorreria em maio de 2003. Quando nada aconteceu, seus seguidores fizeram uma nova interpretação e a programaram para dezembro de 2012, fazendo uma conexão com um dos ciclos do calendário maia.

A mais recente previsão teria sido formulada a partir de uma teoria de David Meade, autor do livro Planet X - The 2017 Arrival ("Planeta X - 2014, a Chegada", em tradução livre para o português), que se autodescreve como "especialista em pesquisas e investigações".

Segundo ele, a nova estimativa é baseada em passagens da Bíblia e em supertições que rondam o número 33 - número de dias do intervalo entre o eclipse solar de 21 de agosto, considerado um "presságio", e a data prevista para a colisão de Nibiru.

"Jesus viveu 33 anos. O nome de Elohim, que é o nome de Deus para os judeus, foi mencionado 33 vezes [na Bíblia]. É um número muito significativo biblicamente, numerologicamente significativo. Estou falando de astronomia. Estou falando da Bíblia... e mesclando os dois", disse Meade em entrevista ao jornal americano The Washington Post.

Eclipse solar em Depoe Bay, Oregon, nos EUA no último dia 21 de agosto. Eclipses, como o do último 21 de agosto, eram interpretados por culturas antigas como presságio de eventos negativos (Foto: Reuters/Mike Blake)

Eclipse solar em Depoe Bay, Oregon, nos EUA no último dia 21 de agosto. Eclipses, como o do último 21 de agosto, eram interpretados por culturas antigas como presságio de eventos negativos (Foto: Reuters/Mike Blake)

Como tudo começou

 

De acordo com jornal britânico 'The Telegraph', as teorias conspiratórias sobre a existência de Nibiru começaram em 1995, quando a americana Nancy Lieder criou o site ZetaTalk. Ela afirma ser um canal de comunicação com alienígenas, que a teriam alertado sobre a catástrofe de Nibiru.

A teoria ganhou força novamente agora com as previsões de David Meade.

"A passagem do Planeta X pode ser a maior catastrófe sobre a humanidade desde a Arca de Noé".

"Vulcões em toda a Terra vão entrar em erupção junto com múltiplos terremotos de alta magnitude, tsunamis e tempestade de meteoros", descreve Meade em seu site.

 

'Teoria conspiratória'

 

Mas essa profecia tem alguma evidência científica?

A agência espacial americana já afirmou em diversas ocasiões que o planeta Nibiru não existe e que não há fundamentos para tal crença.

"É uma teoria conspiratória de internet", garante.

Em artigo publicado em 2012 por conta do suposto apocalipse previsto para aquele ano, a agência foi contundente:

 

"Se o Nibiru ou Planeta X fosse real e se dirigisse à Terra, os astrônomos estariam seguindo ele há pelo menos uma década, e agora seria visível a olho nu. Obviamente, não existe."

 

David Morrison é um dos cientistas mais críticos da Nasa e já se manifestou publicamente para desmentir a teoria de Nibiru. Em 2011, ele afirmou que chegou a receber até cinco e-mails por dia de pessoas perguntando sobre o suposto planeta.

Morrison definiu ainda como "absurdas" as teses de que Nibiru talvez não tenha sido localizado porque está escondido atrás do Sol, ou porque só pode ser visível do Polo Sul.

Em entrevista ao jornal americano 'The Washington Post', em janeiro, o cientista lamentou que ainda haja cerca de 2 milhões de páginas na internet sobre a suposta colisão de Nibiru com a Terra.

Publicado por: Francisco Silva

Proprietário da web Rádio Amazônia Central, Acadêmico em sistemas de informação 8º período (1/2018) e Editor de imagens. WhatsApp (69) 9 9283-9969. CV: http://lattes.cnpq.br/4738070963523179
VEJA TAMBÉM
Ciência e tecnologia

Asteroide que viaja a mais de 120 mil km/h irá passar próximo à Terra, diz Nasa

Não há risco de colisão com o nosso planeta
Data 21/01/2018 às 22:58
Mundo

Com eleição presidencial e disputa decisiva na Copa contra o Brasil, México viverá 24 hora

Mexicanos vão às urnas no domingo e apoiam sua seleção na manhã seguinte. Favorito na disputa política é o esquerdista López Obrador. 'Nervos no máxim
Data 29/06/2018 às 07:49
Geral

A SpaceX já está divulgando sua viagem para Marte

O projeto Inspiration Mars, pretende enviar uma missão tripulada a Marte em janeiro de 2018
Data 24/04/2017 às 23:41
Ciência e tecnologia

Nasa apresenta nebulosa de Órion em 3D

Data 17/01/2018 às 18:22
Economia

Você pode perder até R$ 954 se não sacar o PIS de 2016 em 1 semana

Cerca de 2 milhões de pessoas ainda não sacaram. Se elas perderem o prazo, perdem também o dinheiro, que vai para o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador)
Data 23/06/2018 às 04:54
Ciência e tecnologia

Tinder assume pela 1ª vez liderança entre apps com maior arrecadação

Após aplicativo de encontros lançar novo recurso que permite ver se uma pessoa te curtiu antes de você curtir ela.
Data 02/09/2017 às 08:18
Geral

WhatsApp para de funcionar; internautas reclamam que app está fora do ar

Empresa reconhece pane e diz que está "trabalhando para corrigir"
Data 03/05/2017 às 19:33
Geral

Amazonas confirma presença de parasita da Doença de Chagas em açaí

Dez pessoas foram diagnosticadas com a doença no Estado.
Data 13/01/2018 às 08:45